Experimentem, degustem, divirtam-se!

Experimentem, degustem, divirtam-se!
Conheçam livros de ficção e fantasia com tempero nacional: Agridoce, Cítrico e Paganus.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Conheça a história de criação de Paganus. =)

Olá queridos!!
Hoje eu gostaria de falar um pouquinho sobre o novo lançamento de meu livro Paganus.
O livro nasceu com o nome original de Gênese Pagã e foi meu primeiro livro a ser lançado, em 2008.
Já como Gênese Pagã, ele teve uma história interessante e que eu gosto de compartilhar.
No início de 2007 eu tive um sonho incrível e que me levou a tentar escrevê-lo imediatamente, assim que acordei. A história fluiu tão intensamente que acabou por se transformar originalmente numa trilogia. Os livros escritos foram: Triskle, Tribo de Dana e Era de Aquário.
O livro Triskle foi enviado para dezenas de editoras e aqui está também a saga de uma escritora, que descobri ser mais difícil e complicada do que escrever quatro livros em oito meses... mas isso é outra história que prometo contar outro dia. ;)
Uma editora selecionou o livro Triskle para publicá-lo, assinamos o contrato de um ano para que isso fosse feito. Nesse tempo, que digo pra vocês: é de uma expectativa terrível, meu marido sugeriu que eu, desconhecida do público leitor, escrevesse algo que mostrasse aos futuros leitores minha escrita e por que não criar algo que se passasse antes da trilogia? Aceitei o desafio e fui pesquisar.
Descobri uma história que nascia em Portugal, na época da inquisição e, como o símbolo de meu primeiro livro (Triskle) era um símbolo celta e a história foi construída sobre as crenças celtas, as personagens da nova história tinham que ter essas raízes...
Nascia o Gênese Pagã e que me fez conhecer minhas próprias origens celtas, coisa que eu desconhecia completamente. Foi a experiência mais impactante de minha vida... o que me fez ver aquele sonho que tivera, com um certo espanto e curiosidade.
Comecei a publicar a história num antigo site que tinha na internet. Toda semana postava um capítulo e me surpreendi com a quantidade de acessos e comentários recebidos. Ninguém me conhecia, mas se deixaram cativar pela história, o que foi um motivador muito importante na minha construção pessoal como escritora.
Quando estava com mais da metade do conteúdo divulgado, os leitores começaram a pedir que fizesse uma edição impressa do livro...
Enquanto isso, a editora que ia publicar o Triskle (de forma tradicional, que sonho) deu um golpe nos autores que haviam pagado para publicar e o dono sumiu. (é gente isso acontece mais do que queremos imaginar...)
Encontrei uma editora sob demanda para não deixar meus novos leitores na mão e levei o Triskle para lá.
O Gênese Pagã ainda era meu desafio, pois eu o estava mostrando a vários leitores desconhecidos, que acabaram por se tornar meus primeiros leitores-beta. A avaliação que eles faziam nos comentários era algo que me fazia refletir demais e foi o que me deu a confiança de que a história era realmente boa! (vejam: eles não me conheciam, não tinham nenhum vínculo comigo, não tinham a "obrigação" de elogiar, mesmo assim o feedback foi maravilhoso!)
Então, pouco antes de lançar o Trikle, o Gênese Pagã foi lançado em papel pela mesma editora sob demanda.
Em 2011, um editor me propôs publicar o livro com uma edição mais caprichada, pois o livro merecia esse cuidado. Roberto Laaf fez isso por que é um fã do livro e ofereceu um fôlego à obra sem exigir qualquer vínculo contratual (o que me emocionou e pelo quê agradeço de coração, sempre).
Gênese Pagã então ganhou uma capa profissional, feita por André Siqueira, um novo prólogo e mais de cinquenta páginas, assumiu o lugar de primeiro livro da saga Paganus e levou o nome dela.
Agora, em 2012, o livro está em sua terceira edição e pronto a conquistar antigos e novos leitores. Será relançado na bienal de SP e acredito que ainda tem bastante caminhos a percorrer... ;)
Sintam-se todos convidados a conhecerem essa história que fez nascer uma escritora. ;)
Beijos!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário